Atividades físicas melhoram a depressão?

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), existem cerca de 300 milhões de pessoas depressivas no mundo. Não há um perfil exclusivo, o transtorno afeta indivíduos de todas as idades e diversos estilos de vida. Porém, será que não há uma solução natural para o problema? Veja hoje se as atividades físicas melhoram a depressão.

As crises depressivas são a principal causa de incapacitação em todo o planeta. Entretanto, esse distúrbio tem prevenção e pode ser administrado com o tratamento correto.

Veja como a depressão atinge o organismo, afetando tanto a mente quanto o corpo. Entenda também a relação entre exercícios e o controle desse transtorno psicológico.

Como a depressão começa?


A depressão pode começar por eventos traumáticos ou devido à sensação de descontentamento profundo com a própria vida. Porém, não há apenas uma razão que causa essa doença.

As crises depressivas são distúrbios mentais gerados a partir de um conflito interno em conjunto com alterações bioquímicas. Assim, a depressão pode ser desencadeada por fatores psíquicos, sociais e orgânicos.

Diferentemente da crença popular, uma pessoa com depressão não pode escolher ficar mais feliz. Esse problema é uma enfermidade que causa alterações na química orgânicas.

Ou seja, a depressão desregula a produção de hormônios essenciais para o bem-estar e disposição de uma pessoa. Logo, é nesse aspecto que as atividades físicas atuam para combater a depressão.

As atividades físicas melhoram a depressão?


Os exercícios físicos ajudam na liberação de hormônios relacionados ao sentimento de prazer e contentamento, como a endorfina, a dopamina e a serotonina. A última pode ser estimulada com atividades físicas e também com a reposição de triptofano, oferecida por alimentos e por suplementos naturais.  

A endorfina é responsável pelo sentimento de alegria, que é perdido durante o período depressivo. Além disso, a substância ainda relaxa organismo e age como analgésico natural, aliviando as dores.

Já a dopamina ajuda a regular o humor, fazendo com que haja uma sensação de tranquilidade e paz. Por sua vez, a serotonina também auxilia a gerar mais bem-estar para o paciente. Devido à liberação dessas 3 substâncias, muitas pessoas são verdadeiramente fãs das atividades físicas.

As atividades físicas melhoram a depressão?


Como ocorre uma regulação hormonal das substâncias fundamentais para o sentimento de prazer e há um incentivo para o contato social, é possível dizer que as atividades físicas melhoram a depressão. Além disso, fazer exercícios frequentes também é uma forma para prevenir o aparecimento do distúrbio.

Ao saber as vantagens das práticas físicas para a saúde, é muito mais fácil se sentir disposto para começar. A melhor parte é que os benefícios não estão ligados a apenas um tipo de atividade física.

Sendo assim, você pode escolher aquela que mais agradar, como: dança, jump, yoga, pilates, esportes, musculação, corrida, caminhada e muitas outras. O mais importante é colocar o corpo em movimento e praticar algo que você realmente goste e tenha motivação para fazer constantemente.

Gostou do artigo? Então, não deixe de começar sua atividade física. Além disso, para ter resultados muito mais eficazes, alie os exercícios com o suplemento natural contra a depressão. Você notará a diferença!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *